27/10/2008

Quase

"Na minha próxima vida quero vivê-la de trás para a frente. Começar morto para despachar logo esse assunto. Depois acordar num lar de idosos e sentir-me melhor a cada dia que passa. Ser expulso porque estou demasiado saudável, ir receber a pensão e começar a trabalhar, receber logo um relógio de ouro no primeiro dia. Trabalhar 40 anos até ser novo o suficiente para gozar a reforma. Divertir-me, embebedar-me e ser de uma forma geral promíscuo, e depois estar pronto para o liceu. Em seguida a primária, fica-se criança e brinca-se. Não temos responsabilidades e ficamos um bébé até nascermos. Por fim, passamos 9 meses a flutuar num spa de luxo com aquecimento central, serviço de quartos à descrição e um quarto maior de dia para dia e depois Voila! Acaba como um orgasmo! I rest my case."

Woody Allen

Acho que foi a coisa mais interessante que este gajo disse um dia. Mas, não está perfeita. E neste caso, neste caso Woddy, não me devias ter feito a desfeita, de me voltares a tentar enganar com as tuas merdas a atirar para o filosófico que à primeira vista até parecem verdades inquestionáveis. Então quando dizes, "Por fim, passamos 9 meses a flutuar num spa de luxo com aquecimento central, serviço de quartos à descrição e um quarto maior de dia para dia e depois Voila!", certamente SÓ pensaste no tamanho do bebé, depois feto e a seguir embrião e células, mas o que também deverias ter questionado e que acaba por igualmente ficar mais pequeno é o útero da mamã, ao qual tu chamas de "quarto/spa". Logo, o quarto não fica maior porque o espaço é "ajustado" proporcionalmente ao tamanho do feto. O quarto, é assim do mesmo tamanho para ele, desde bebé a óvulo, e toda esta frase, e infelizmente, todo este texto perde um pouco porque tu és, invariavelmente demasiado sexista.

11 comentários:

johny disse...

Alguém anda a tomar café a mais!

johny disse...

Ou é SPM

(referência ao sexismo do woddy + atribuição da zanga e tom do texto ao período = fartote de rir)

ipsis verbis disse...

nem uma coisa, nem outra.

Crest© disse...

Até diria que ele é um gajo inteligente, se nao andasse a comer a filha adoptiva, onde o "adoptiva" nem precisava de ser mencionado, pois legalmente É FILHA!

PORCO!

cccp disse...

A paranóia das pessoas com os anos torna realidade aos seus olhos aquilo que julga não o ser, enfim ao grande estilo americano!

ipsis verbis disse...

Crest disse:

"Até diria que ele é um gajo inteligente, se nao andasse a comer a filha adoptiva, onde o "adoptiva" nem precisava de ser mencionado, pois legalmente É FILHA!

PORCO!"

O quê, com 190 anos? Nojo!
Eu não falo, nem quero falar nas depravações do gajo. A criticar, critico o que conheço. E do que conheço, (muitos filmes) nem um me fez dizer "ah e tal, ora aqui está um que me enganou. aqui o gajo conseguiu vender-me o peixe"

ipsis verbis disse...

cccp disse:

"ao grande estilo americano!"

E que merda de estilo!

johny disse...

matchpoint?

ipsis verbis disse...

nah.

cccp disse...

Os últimos dois até que não têm nada a ver com o fulano. Se calhar não foi ele que os escreveu e realizou.

johny disse...

Foi ele foi que eu fui ao IMDB ver.

Só falo dos filmes que conheço quando digo que não é grande coisa, mas que também não é tão mau. Não noto que seja sexista, mas admito que o seja, porque tenho crédito pela opinião de quem o diz. Quanto à frase, se lhe tirarmos a carga que a crítica (Ipsis Verbis) lhe fez, podemos aceitá-la numa perspectiva ingénua e ver o que de bom ela tem e não o de mau.