26/07/2009

Ao Deus dará

Porque é que não gostamos?
Há pessoas que, digam o que disserem, nunca dizem o que devem dizer e que, façam o que fizerem, nunca fazem aquilo que deveriam fazer. Isto acontece simplesmente porque há pessoas que não são as pessoas que deviam ser. Não adianta tentar subverter esta inevitabilidade. Hoje somos culpados, amanhã seremos vítimas, na realidade ninguém tem a culpa - as coisas são como são - e ninguém pode fingir uma sede que não sente.

(João Freire)

Balla - Ao Deus dará




Para o desafio de Setembro Fábrica de Letras, subordinado ao tema "Fingimento".

12 comentários:

Por entre o luar disse...

=) há pessoas e Pessoas...*

johnny disse...

E há frigoríficos e frigoríficos :) mas a inevitabilidade referida, essa, mantém-se!

Por entre o luar disse...

"...nunca fazem aquilo que deveriam fazer. Isto acontece simplesmente porque há pessoas que não são as pessoas que deviam ser. "

(sem mais assunto de momento)

ipsis verbis disse...

Também há aquelas pessoas que por mais que falem, nunca dizem o que querem mesmo dizer. E quando fazem algo, nunca é o que querem fazer. Isto porque, pura e simplesmente, são pessoas que têm medo de arriscar ser pessoas que dizem e fazem algo que não segue uma moda ou tendência. Ou então porque são conformistas.

johnny disse...

O sentido perdeu-se ao longo do percurso entre a minha mente e as palavras... mas isto do conformismo também se pode aplicar, no sentido em que as pessoas tentam agradar a outras, mas que não adianta esse esforço, porque as pessoas ou gostam ou não gostam e quando gostam nada do que digam ou façam destrói essa empatia, e quando não gostam nada do que digam ou façam faz com que passem a gostar. É essa a inevitabilidade.

Por entre o luar disse...

=) sentido confuso é o que é...

Olha gosto do "FIm da luta.." dos balla... "Ao deus dará" é um pouco invitável ;)*

Por entre o luar disse...

" Outro futuroo" esta também =)

johnny disse...

Eu acho que "ao Deus dará", pelo menos durante os próximos dois ou três dias, vai ser a minha música preferida... com letra de Miguel Esteves Cardoso, hã!

ipsis verbis disse...

Epá, a música até podia ser mas a voz feminina estraga tudo. E a maneira como ela diz "já", bilhéque!

johnny disse...

Como se previa, a validade da canção esgotou-se rapidamente.

Por entre o luar disse...

Ainda me lembro de há um ou dois anos talvez, colocares esta música a tocar e dizeres que era dedicada a mim ! "Ao Deus dará" anda o mundo ... :) *

Utópico disse...

Existe por aí muito boa gente que pensa que se disser uma mentira (ou se fingir) muitas vezes, tal acaba por ser verdade. Contudo não passam de probres desgraçados que se enganam a eles mesmos, pois a sua vida vão passa do mais puro fingimento.