27/07/2007

"Se eu sou artista e se estou num estúdio, então tudo o que faço no estúdio deve ser arte" - Bruce Nauman

"Nem anjo, nem animal, mas homem" Esta foi a fórmula que Pascal Blaise (matemático, físico e filósofo religioso 1623 - 1662) usou para classificar a natureza humana. A exemplo de muitos filósofos dos tempos antigos.
Ora, sendo Bruce Nauman (artista) do nosso tempo, a sua bagagem filosófica também pertence à nossa era, assim, e ao contrário do que Pascal defendia, Nauman acredita que o estado de graça existe e pode ser alcançado pela razão.
Nauman foi claramente influenciado por B. F. Skinner (psicólogo) e Ludwig Wittgenstein (filósofo) sobretudo na psicologia do comportamento e na teoria da linguagem.




"O verdadeiro artista ajuda o mundo revelando verdades místicas"






3 comentários:

johny disse...

Run from fear

Anónimo disse...

Com Wittgenstein e outros aprendi a ver “elefantes debaixo da mesa”, aprendi a ver a terra azul …aprendi a duvidar da certeza, a ver o mar castanho, a ver o que acredito, mas não, …, não aprendi a essência… Só a essência faz do perfume o aroma natural!

ipsis verbis disse...

a essência não se aprende, descobre-se, ao mesmo tempo que desmistifica o que se aprendeu.