23/06/2011

Implantação de recordações na memória

Pouca coisa me surrpreende. Ver este anúncio no Discovery Channel foi uma dessas coisas.



Tanto me surpreendeu que fui logo ao sítio da Net.

13 comentários:

Eva Gonçalves disse...

Já te ia gozar, por caires nesta armadilha...e ainda por cima nos enganares com o Discovery Channel!! depois li o teu marcador, rrrrssssssss ok, you got me... Beijinho

Moyle disse...

todos os filmes que vamos vendo a tornarem-se reais... ui jasus, não sei se saberia viver nesse mundo.

Paula disse...

Deveras interessante! E porque não?
É realmente um assunto a ponderar e que me suscita medo/fascínio... duas coisas opostas, tem tudo a haver comigo...
Quem sabe um dia!

AUFDERMAUR disse...

Já vi uma coisa muito parecida há muitos anos num filme chamado "Strange Days - Estranhos Prazeres".

Johnny disse...

A parte do Discovery Channel não é mentira, Eva, porque foi mesmo um anúncio que deu lá... mas não me enganou, porque eu fui logo ver o que era ;)

Moyle, não é bem a tornar-se mas é a inspirar o futuro... carros voadores, que diziam que ia haver por volta do ano 2000 é que nem vê-los.

Paula, porque não? Eu consigo imaginar várias razões para que não seja sequer algo que eu pudesse considerar caso fosse possível e 100% seguro. Mas... cada um...

AUFDERMAUR, e também no Vanilla Sky (abre los ojos) há algo assim parecido. Já o filme de que falas... não me está a fazer soar nenhuma campainha na cabeça. É fixe?

AUFDERMAUR disse...

Eu gostei muito mas eu sou suspeita porque adoro a protagonista, a Juliette Lewis. Ainda por cima, nesse filme ela canta músicas da P.J. Harvey.
O filme já é antiguinho... basta ver que tudo aquilo se passa nos dias antes da passagem do milénio, quando se dizia que o mundo ia acabar :D
Na altura, aquilo era um filme futurista e eles também punham as pessoas a viver todas as experiências que quisessem com uma coisinha que lhes punham na cabeça. Eles não faziam nada mas viam-se a fazer e tinham os mesmos sentimentos como se aquilo fosse real.
Eu gosto muito do filme.

ipsis verbis disse...

E depois vai-se a ver e querem é vender viagens de forma totalmente inovadora. :)

Johnny disse...

Auf, faz sentido que gostes da Juliette Lewis. Já vi o trailer e curiosamente (porque eu sei tudo) não conhecia o filme. Pode ser que ainda o veja.

ipsis, pelo menos é uma publicidade bem feita, que desperta curiosidade em quem vê.

Briseis disse...

Uuuuuiii... medo, muito medo. Eu acho que sao pessoas como estas que inspiram as personagens maquiavelicas de filmes como o Resident Evil e assim...
Ha uma parte do meu cerebro que parece que ficou congelada nas supersticoes e medos da idade media, eu sei, mas este tipo de coisas faz/me arregalar os olhos e pensar "ui, que estes doidos andam a brincar com o fogo!"

ipsis verbis disse...

Johnny,

Sim. Muito bem feita.

Johnny disse...

Foi a primeira coisa que pensei, Briseis, depois pensei que só alguém maluco faria algo assim, depois pensei que era melhor informar-me e ver o blogue... e depois percebi :)

Mz disse...

Hum... eu não!
Primeiro descarregam-te o cérebro assim, como se fosse um depósito virtual de todos os teus pensamentos e depois moldam-te à maneira deles. Muito arriscado!

(este era o meu primeiro comentário)

Depois fui pesquisar e dei de caras com uma agência de viagens, será que é isso?
Espertinhos!

Johnny disse...

Pois, Mz, espertinhos :)