25/02/2009

A escrita

"A escrita, tal como a auto-flagelação, serve, de forma eficaz, o propósito da felicidade."


(João Freire)

3 comentários:

Moyle disse...

e é que dói mesmo conseguir arrancar meia dúzia de linhas e, no entanto, lá continuamos no mesmo. escrever é masoquismo

(escrever como eu também é sadismo mas isso não é importante agora :))

johny disse...

Vamos menos mal quando o sadismo é apenas literário! E, sendo assim, desde que não haja mortos nem feridos, não importa o sofrimento se há uma recompensa a seguir.

Por entre o luar disse...

=)

beijo*