05/03/2011

"El secreto de sus ojos" de Juan José Campanella

O famoso plano-sequência.


Making Of

21 comentários:

pinguim disse...

Tenho este filme gravado, para ver em breve.

ipsis verbis disse...

Só por causa deste plano-sequência, vou ver o filme!
Estive a ver o making of e, eheheh, acho que os gajos são loucos. O operador de câmara então, é o pior deles, espera, o realizador é que é! Há ali partes em que podiam (porque seria mais fácil) ter usado uma grua ou dolly, vá (na parte em que o gajo salta o muro por exemplo) mas assim, "tipo caseiro" ainda sabe melhor...
Está mesmo fantástico.

Dylan disse...

Não conhecia. Promete!...

Johnny disse...

pinguim, eu também ainda não vi. A ver se lhe deito os olhos em cima.

ipsis, parece valer a pena, não é? Ainda por cima, ganhou o óscar do ano passado, pelo que não deve ser nada mau. Com a grua, devido ao sistema de contrapeso não dava para fazer o movimento que se faz com um ângulo de 90º e depois com a descida. Tens de ver que estão num beco apertado e que a câmara depois filma atrás... e que a câmara não era capaz de "cair" tão rápido, etc, etc, etc.

Dylan, também acho que sim.

ipsis verbis disse...

Johnny, de certeza que dava para fazer isso tudo com uma grua. Depende apenas do eixo dela, e se esse eixo rodar 360º dá para fazer o tal ângulo de 90. Na descida, o movimento poderia não ser tão fluído, mas isso depois na pós-produção arranjava-se na boa.

Johnny disse...

Repara lá bem se a logística montada nas bancadas, como se vê, por exemplo, no minuto 1'26 se coaduna com o espaço que se vê, por exemplo, ao minuto 4'56 ou se, por outro lado seria mais fácil e mais eficaz fazer como fizeram. me thinks they went for the easiest and better way

ipsis verbis disse...

Johnny, estás a falar destas e eu estou a falar destas. Semelhantes nos movimentos que fazem, contudo, diferentes no tamanho e posição do braço que sobe.

Mas mesmo num beco apertado, a grua que tu dizes pode estar de lado, enquanto que a câmara fica de frente para o que se quer filmar.
Neste vídeo o movimento é de baixo para cima, mas dá para imaginar o efeito que poderia ter se o mesmo movimento estivesse ao contrário e com uma velocidade maior, para o efeito "queda".

ipsis verbis disse...

(faltou o vídeo)

Johnny disse...

Ou seja, podia fazer outra coisa, com outro material e aí sim já seria mais fácil, mas para aquilo (cena e plano), aquela (forma) foi melhor :)

ipsis verbis disse...

Johnny, exacto. Aliás, referi-o no meu primeiro comentário. :P

Johnny disse...

Não, disseste o contrário.

ipsis verbis disse...

Johnny, tá bem... '-.- [smile tipo manga, (imaginemos o Son Goku) com olhos de enfado e uma gota de suor na testa só para mostrar que está cansado)]

Ruy A... disse...

Infelizmente foi filme que me deu uma seca tremenda, a ponto de ter de o deixar a meio :s Não consegui apreender a essência do filme e provavelmente perderei uma boa obra, mas pronto...

Johnny disse...

Ruy A..., temo que me possa acontecer o mesmo, até porque o 'Argentino' tem algumas diferenças para o castelhano e estou a vê-lo sem legendas. Parece que é calminho, com algum sentido de humor e uma história interessante... deve dar para ver todo, mas a cena é muito fixe, não é?

Moyle disse...

tão nice como o plano-sequência e o seu making off, é a discussão técnica nos comentários :)

ipsis verbis disse...

Moyle,

Felizmente para vocês, neste caso, a discussão técnica ficou-se só pela técnica do plano usado... :)

Moyle disse...

huhuhuhu... ainda bem mesmo porque eu perceberia tanto do assunto como de ordenha mecânica :)

ipsis verbis disse...

Moyle,

Eu referia-me a outro tipo de possível discussão. Daquelas que começam como esta, sobre um plano-sequência e que divagam por "ah e tal, não percebes nada" e que acabam a atirar o rato contra a parede e a desligar o pc na cara da outra pessoa. :D

Moyle disse...

ahahahahahahah. ah, bom. essa seria pior porque o efeito visual do esborrachamento do Mus musculus digitalis contra a parede :)

Brown Eyes disse...

El secreto de sus ojos? Não acredito no segredo dos olhos, os olhos são transparentes. Beijinhos

Johnny disse...

Mary, aqui a questão é mais a cena, menos os olhos...