25/04/2010

Processo Revolucionário em Curso (PREC)

Com mais violência ou menos violência, com mais ou menos revolucionários e reaccionários, com alguns avanços no meio de outros retrocessos, com figuras caricatas, com lutas de poder pelo poder, com mais ou menos corrupção e crimes, mas com muitas suspeitas, o Período Revolucionário em Curso completa hoje 36 anos.
Lá pelo meio estamos nós (como outros* estiveram e não conseguiram) a tentar fazer alguma coisa disto.







*Almirante Pinheiro de Azevedo, talvez o mais caricato exemplo de um período conturbado.

9 comentários:

Pronúncia disse...

Tivemos (quase) a mesma ideia... e pelo que me apercebi, enquanto jantava, o Herman também!

Obrigada por teres partilhado! ;)

Bom domingo!

pinguim disse...

Foi para mim o melhor momento do Herman, e tenho que concordar que o Pinheiro de Azevedo os tinha no sítio...

Moyle disse...

raio de "serenidade" que rouba a diversão toda

johnny disse...

Pois foi, pronúncia. Logo vi que quando o Herman lançou o vídeo seria aquele, mas ainda faltava muito para a meia-noite...

Fica a intenção e Deus é minha testemunha... talvez não Deus, porque mesmo que exista não se pronuncia nessas coisas, mas a Pronúncia é minha testemunha que isto já estava para aqui há algum tempo.

Pinguim, para mim foi o pior momento do Herman, porque estragou a piada de pôr aqui o vídeo... mas como já estava programado, pus na mesma.

É uma serenidade atribulada e até violenta, Moyle, é uma serenidade muito específica... uma serenidade à portuguesa!

Pronúncia disse...

Já tinha o post alinhavado, faltavam os últimos retoques para o publicar.

Estava a jantar e vi de relance na TV o vídeo que o Herman escolheu e pensei que o tipo me tinha acabado de dar cabo do elemento surpresa...

E pelos vistos a ti também.

(E eu que pensava que estava a ser original...)

MZ disse...

Brincadeiras à parte...

Nunca te esqueças do 'antes'...
antes dos 36 Johnny!!!

johnny disse...

Era pior, Mz, muito pior, não me confundas com os saudosistas salazaristas, mas a situação actual é pior do que a que poderia ser e é pior certamente do que toda a gente pensava que ia ser quando saíram à rua naquele dia 25 de Abril que foi para essas pessoas o dia mais feliz da vida delas.

MZ disse...

É verdade Johnny, infelizmente!
E agora, atendendo às últimas notícias, estamos tramados!

johnny disse...

Lá haveremos de lidar com isso, MZ.
Boa sorte para ti.